Sintomas de gravidez

0
51

O mistério da vida é algo espetacular, pois, quando ocorre o processo de gravidez em qualquer mulher, a natureza se encarrega de promover todo o processo, naturalmente, que culmina com a germinação de um ser humano! Os sintomas da gravidez são inconfundíveis e muitos são até decorados pelas pessoas.

Vamos especificá-los aqui de modo que você possa simplesmente organizá-los em sua avaliação e chegar a uma autoavaliação, caso seja a sua intenção. Entre os sintomas da gravidez destacam-se os seguintes: interrupção da menstruação, cólicas, azia, tonturas, prisão de ventre, as mamas aumentam e começam a doer e, sobretudo, os temidos enjoos. Deste modo, vamos identificando-os para que você possa ter um conhecimento mais detalhado sobre cada e como ocorrem.

Interrupção da menstruação

--- continua depois da publicidade ---

A menstruação ocorre nas mulheres como um processo de preparo para a gravidez, ou seja, a menina quando menstrua pela primeira vez está recebendo do próprio corpo o sinal de que poderá engravidar. Este ato de menstruar é chamado de descamação das paredes internas do útero, seria o endométrio. Esta proteção das paredes do útero serve para, caso ocorra fecundação, o embrião encontre alojamento. Como a mulher no seu período fértil não engravidou isso é expelido do corpo como uma forma de menstruação. Ao interromper a menstruação existe a possibilidade de a mulher estar gestante, ou seja, é o primeiro sintoma de gravidez.

Afirmamos que existe apenas possibilidade de gravidez porque outras causas, menos frequentes, podem fazer com que a menstruação seja interrompida, tais como: estresse, interrupção de pílula anticoncepcional, excesso de atividade física, entre muitas outras. Mas, em linhas gerais a maior probabilidade é de que você esteja realmente grávida. Para você ter um pouco mais de certeza ressalta-se que na interrupção da menstruação por gravidez isto geralmente ocorre quando pequenos sangramentos de escape antecedem o período de a menstruação vir normalmente.

Cólicas

Qual mulher nunca sofreu de cólica em sua vida? Sobretudo, nos períodos que antecedem a menstruação. As cólicas são dores que ocorrem abaixo do umbigo e são chamadas pelos especialistas de dismenorreia. O que ocorre é que um determinado hormônio feminino denominado de prostaglandina age nas camadas do útero onde deve ser alojado o embrião.A ação deste hormônio acaba por causar muitas contrações e estas por sua vez são extremamente fortes e causam a dor. Quando existe a fecundação este é um dos sintomas da gravidez. Estas cólicas da gravidez se caracterizam pela forma constante com que se manifestam na mulher e esta por sua vez, percebe que está além do normal. A mola propulsora é o desenvolvimento do útero que começa a crescer.

Azia

As mudanças no corpo da gestante vão ocorrendo gradativamente pela necessidade de o bebê ser adaptado. Isso é fantástico no processo de desenvolvimento da vida pelo fato de um corpo estar sendo gerado dentro de outro corpo. A azia é um dos sintomas que estão relacionados como sinal de gravidez. O sistema gastrointestinal começa a ser adaptado neste período para que haja uma devida adaptação. Muitas vezes existe a necessidade de uso de alguns medicamentos para reduzir os sintomas de azia e até mesmo de outros sintomas intestinais. Quando a mulher esta gestante até mesmo o cardápio é modificado não somente para nutrir o bebê, mas também para se adaptar às condições da gestante.

Aumento das mamas

Desde o princípio estamos ressaltando que o processo natural de gestação vai modificando gradativamente o corpo da gestante. Cada mudança tem uma função específica, daí vamos percebendo que existe uma adaptabilidade que surge como um fenômeno espetacular da vida. O crescimento das mamas e endurecimento do bico dos seios é de igual modo, outro sintoma de gravidez. Este processo é um preparo para desenvolver o leite materno e prover, naturalmente, o alimento para o bebê. Isso é belo quando avaliado cientificamente, pois, o desígnio, ordem e adaptabilidade encantam!

Enjoos

Os enjoos com episódios de vômito são completamente normais nas primeiras 12 semanas de gravidez, haja vista, que a ação dos hormônios no corpo vão trazendo essas complicações. Mas, existem situações em que o acompanhamento médico com a intervenção de medicamentos se faz mais que necessários. Algumas mulheres chegam a ser mantidas em internação devido perderem toda a nutrição do corpo pelo curioso fato de não conseguirem nem se alimentar.

Quando os enjoos são frequentes a mulher já começa a suspeitar de gravidez, porém, existem casos em que a situação pode ser causada por questões psicológicas. Talvez, o enjoo seja o sintoma mais popular e denunciador da gravidez, mas deve ser encarado como algo incomum quando sua permanência superar os três primeiros meses de gestação. Nestes casos é fundamental o acompanhamento pediátrico o que chamamos de pré-natal, pois, pode aferir pressão, nutrição e níveis de descontrole dos enjoos.

Muitos outros sintomas de gravidez anunciam a chegada de mais uma vida ao passo que vamos notando as mudanças no corpo da gestante, estas podem ser vistas e percebidas de várias maneiras pela própria mulher. Ainda existem sintomas como: corrimento de líquido meio rosa, fome excessiva a todo o momento, muitos inchaços pelo corpo o que chamamos de edemas, enfim, são diversas mudanças significativas. Caso você tenha ou conhece alguém que tenha uma ou mais de uma destas anormalidades existe a probabilidade de estar gestante. Estes são alguns dos sintomas de gestação que possuem não apenas a experiência explicada da medicina, mas a avaliação popular que fazemos.

Aviso
O Site Manual de Saúde tem caráter meramente informativo. Diante de qualquer problema, não faça nenhum diagnóstico ou automedicação com base nas informações lidas aqui. Informe-se e procure um médico de sua confiança.