Dieta para grávidas

0
15

Quando a mulher fica grávida, é muito importante ter um acompanhamento médico para que sempre verifique a saúde da mãe e do feto. Muitas mães adoram colocar o “pé na jaca” quando estão grávidas e aproveitar para ter todos os desejos e apenas ser feliz, comendo o que quer. Já outras, prezam por fazer uma alimentação saudável, onde tanto o feto quanto a mãe recebam os nutrientes importantes para o desenvolvimento do bebê.

O que você precisa saber é que você também não pode se privar de comer algo que quer, mas também não pode exagerar e comer em excesso alimentos que não farão bem ao bebê. Inclusive, os seus hormônios estão à flor da pele, indicando que você pode engordar mais do que devia e, alguns casos, voltar para o seu peso é difícil após o parto.

Sendo assim, é recomendável que você faça uma dieta balanceada e rica em nutrientes para não comprometer o desenvolvimento do feto ou a debilitação da sua própria saúde.

--- continua depois da publicidade ---

É ainda mais comum as grávidas apresentarem desnutrição ou superalimentação, e ambas as formas estão erradas. Então, o equilíbrio é a peça fundamental para que a sua gravidez não desenvolva nenhum risco. Por isso que você não deve ficar muito tempo em jejum para não apresentar problemas estomacais e a ausência de nutrientes para o bebê que precisa de alimentação.

Qual é a melhor dieta para as grávidas?

A melhor dieta é aquela em que você consome mais frequentemente frutas, verduras, legumes e proteínas leves. O excesso de sal e de açúcar não é recomendável, uma vez que o açúcar pode levar a desenvolver diabetes na gravidez (muito comum). Inclusive aquele ditado que toda a grávida come por dois é totalmente falso, porque você precisa comer bem e, aliás, nos primeiros meses, você pode continuar comendo a quantidade que você come costumeiramente. Apenas nos últimos meses é indicado que você consuma entre 200 a 300 calorias a mais.

Fazer uma dieta pode prejudicar o desenvolvimento do feto, então você deve comer equilibradamente os nutrientes e evitar o ganho excessivo de peso. Geralmente, as grávidas costumam ganhar de 8 a 15 kg durante a gravidez, então não se preocupe.

Em relação às refeições, o recomendável é que você faça 6 refeições por dia, em pequenas quantidades, para você não exagerar no almoço e no jantar, justamente porque pode lhe dar azia e enjoo.

Falando em alimentos, alguns você deve evitar consumir durante a gravidez:

  • Peixes crus;
  • Alguns laticínios e queijos;
  • Carne bovina ou de porco crua ou malpassada;
  • Bebidas alcoólicas;
  • Bebidas e alimentos que contenham cafeína, como café e o chá.

Dependendo do seu caso, o seu médico deverá lhe indicar a ingestão de suplementos, como o ácido fólico e ferro para evitar qualquer má-formação do feto.

Na gravidez, acima de tudo, você deverá curtir o momento e não se preocupar tanto com engordar ou emagrecer. Saiba que o seu obstetra dará para você todas as informações acerca dos nutrientes necessários e um plano de cardápio ideal.

Aviso
O Site Manual de Saúde tem caráter meramente informativo. Diante de qualquer problema, não faça nenhum diagnóstico ou automedicação com base nas informações lidas aqui. Informe-se e procure um médico de sua confiança.