Como funciona o DIU

0
61

O DIU é um dispositivo intrauterino e é conhecido por ser um método anticonceptivo, evitando assim, a gravidez. O DIU é bastante utilizado por mulheres mais velhas, não sendo indicado para as jovens, principalmente adolescentes que já têm uma vida sexual ativa porque o corpo ainda não está totalmente formado e, portanto, esse dispositivo pode ser prejudicial.

Entretanto, ele é bastante eficaz porque além de ficar no corpo por até 12 anos, ele garante quase que 100%, a não gravidez. Existem casos que a fecundação ocorreu mesmo com o DIU, mas os casos são raros.

O que é o DIU?

--- continua depois da publicidade ---

Para você entender melhor, o DIU é um dispositivo que é colocado no útero por um ginecologista. É preferível que se coloque o DIU no período menstrual. Esse dispositivo é feito, geralmente, de polietileno e pode conter ou não cobre e substâncias hormonais, dependendo do fabricante.

Como o DIU age em nosso organismo?

Tecnicamente, o que o DIU irá fazer no organismo, mais especificamente no útero, é um ambiente hostil para os espermatozoides não conseguirem chegar até as trompas. Uma vez que o DIU é inserido, é o próprio útero que reagirá contra esse corpo estranho (DIU), dando uma reação inflamatória, interferindo diretamente na migração dos espermatozoides e na fertilização. Inclusive, essa inflamação pode atrapalhar o transporte do óvulo e impedir que o mesmo fixe na parede uterina. Aliás, dependendo do tipo de DIU, ele também libera hormônios para interferir em todo esse processo e evitar que óvulo seja fecundado.

Existem reações adversas ao usar o DIU?

Infelizmente, sim, mas são simples e que não influenciam o dia a dia da mulher. Uma das reações é o agravamento das cólicas menstruais e o fato de poder aumentar o ciclo menstrual para um dia a mais. Essas reações acontecem nos primeiros três meses (como também acontece com qualquer outro método anticoncepcional, como é o caso do comprimido, por exemplo).

O DIU atrapalha nas relações sexuais?

Numa das coisas que as mulheres ficam pensando é se o DIU interfere nas relações sexuais. A reposta é não. Ele é um método muito eficaz, mas não pode ser usado, em hipótese alguma, se você estiver com suspeita de gravidez. Você pode colocá-lo logo depois da amamentação, por exemplo, e ainda tirá-lo quando bem entender.

Riscos do DIU

Como qualquer dispositivo que se acopla no organismo, há riscos que precisam ser analisados. Caso você engravide ainda com o DIU, a chance de abortar é de quase 50%. Além disso, o DIU pode acabar se deslocando ou até mesmo sair do útero, por isso é essencial que você faça um acompanhamento regular com o ginecologista.

Aliás, para quem pensava que o DIU protege contra as DSTs está muito enganado, uma coisa não tem nada a ver com a outra. Também ocorreu de algumas mulheres apresentarem a esterilidade após ficar com o DIU por muito tempo e até provocar a cessação do fluxo menstrual.

O DIU funciona perfeitamente, mas você sempre precisará ir regularmente ao ginecologista para evitar qualquer desconforto chato ou riscos para a sua saúde.

Aviso
O Site Manual de Saúde tem caráter meramente informativo. Diante de qualquer problema, não faça nenhum diagnóstico ou automedicação com base nas informações lidas aqui. Informe-se e procure um médico de sua confiança.