Como funciona a dieta volumétrica

0
50

Muitas mulheres, em sua maioria, adoram fazer dietas e encontrar novos meios de emagrecer rapidamente e, de preferência, com saúde. Então, hoje, traremos uma nova dieta para você, que está sendo muito comentada: a dieta volumétrica. Tente entender dessa forma: toda vez que tentamos uma nova dieta, nos preocupamos com a quantidade de calorias que ingerimos, correto? Logo, evitamos consumir alimentos calóricos para que possamos perder peso mais rapidamente.

A dieta volumétrica, por outro lado, baseia-se no volume do alimento, em que dependendo da sua densidade você consegue ficar mais saciada e promover o emagrecimento.

Tecnicamente, tudo que você tem de fazer é pensar nos alimentos como densidade de energia, e quanto mais denso o alimento for, terá mais calorias e, portanto, não será recomendado. Já os alimentos de menos densidade farão parte do seu cardápio, já que promovem saciedade ao organismo e evita que você consuma excesso de calorias diárias.

--- continua depois da publicidade ---

Para você ter em mente, a densidade de um alimento é descoberta a partir da quantidade de calorias por grama. Na maioria das vezes, os alimentos recomendados e menos densos, porém mais volumosos (daí o nome da dieta), são aqueles que contêm mais fibras. Além disso, para que a dieta volumétrica possa fornecer resultados positivos rapidamente, é recomendável que  alie à prática de exercícios físicos diários.

Categorias de alimentos da dieta volumétrica

Os criadores da dieta volumétrica, Barbara Rolls e Robert Banett, escreveram sobre as categorias dos alimentos, indicando o que deve e o que não deve ser consumido, principalmente para você que quer emagrecer.

  • Categoria número 1: nesse bloco de alimentos, é permitido comer a qualquer momento do dia frutas, caldos de sopa e vegetais.
  • Categoria número 2: você deve comer moderadamente os legumes, derivados de leite e proteínas e grãos (de preferência integrais).
  • Categoria número 3: nessa categoria, massas, carboidratos e carnes (gordurosas), devem ser ingeridos em pequenas porções.
  • Categoria número 4: e como era de se esperar, as guloseimas e frituras devem ser evitados a todo custo.

Cálculo da densidade dos alimentos na dieta volumétrica

Para você compreender melhor como se calcula a densidade do alimento, basta verificar o rótulo da embalagem e fazer o seguinte: se o alimento tiver 40 calorias em 100g, o alimento terá 0,4 de densidade. Você apenas deve descobrir como está escrito na embalagem o número de peso e de calorias e fazer a divisão, lembrando que se tiver em Kg, você deve transformar em gramas.

Benefícios da dieta volumétrica

Além da dieta volumétrica favorecer a perda de peso, ela tende a ser difícil de ser ideal, uma vez que você terá que calcular a densidade de cada alimento e, muitas vezes, deverá fazer os alimentos em casa para você ter uma noção de quanto está ingerindo. Fora isso, ela também traz muitos benefícios ao organismo, veja:

  • Regularização dos níveis de colesterol no sangue;
  • Diminuição de apetite e de sobrepeso (indicada para quem sofre de diabetes tipo 2);
  • Controle dos picos de glicemia no sangue;
  • Melhora na circulação sanguínea; e
  • Evita o aparecimento de doenças cardíacas.

E aí, o que achou da dieta volumétrica?

Aviso
O Site Manual de Saúde tem caráter meramente informativo. Diante de qualquer problema, não faça nenhum diagnóstico ou automedicação com base nas informações lidas aqui. Informe-se e procure um médico de sua confiança.