Como ter amor próprio

Como ter amor próprio, o que se consegue por meio do amadurecimento, impondo limites, fazendo amizades e tendo propósitos.

Amor próprio é um amor exclusivo, que não trai, que não mente, que é fiel, leal, amigo e companheiro. Conhecer a si mesmo ajuda a compreender o outro, ajuda a amar o outro. A partir do momento em que trabalhamos o amor próprio, aprendemos a cultivar a felicidade em pequenos passos. Entretanto, não é de um dia para o outro que nós ficamos satisfeitas conosco.

Cultivar o amor próprio é uma habilidade que deve ser praticada todos os dias. O primeiro passo é aceitar a si mesmo, aceitar as qualidades, os defeitos, seu corpo, as frustrações e, acima de tudo, perdoar seus erros e os dos outros. Assim, é possível relacionar-se muito melhor com os outros e com as suas necessidades.

Você já ouviu os seus pensamentos?

Sabemos o quanto nossos pensamentos podem nos boicotar, entretanto, diante de uma situação difícil ou desesperadora, os pensamentos são capazes de nos acalmar e propor soluções que não são tão agradáveis em primeiro momento. Mas, se conseguir escutar aquela intuição, aquele sexto sentido, o sofrimento irá embora rapidamente.

Nem sempre estamos preparados para enfrentar a realidade, por isso a necessidade de ouvir a nós mesmos, entrar em contato com quem somos para lidar melhor com as frustrações. Aprender ouvir a voz interior é muito importante a fim de conquistar seus objetivos e evitar dependência.

Amadureça

Uma das formas de ter amor próprio é pelo amadurecimento. E só amadurecemos quando aceitamos as coisas do jeito que são, quando não repetimos o mesmo erro, quando não tentamos controlar o presente e o futuro. O amadurecimento vem de dentro, vem de novas perspectivas.

Como ter amor próprio

E amadurecer é triste, porque aprendemos a não ser mais tão ingênuos e inocentes e a não depender dos nossos pais, de parceiros (as), de amigos. Ao amadurecer acabamos conhecendo nós mesmos de uma forma diferente, mais didática, mais visível e menos transparente.

Estabeleça limites

Para praticar o amor próprio é preciso estabelecer limites. Aprender a dizer “não” e aceitar a ouvir o “não” são atitudes fundamentais para que os outros conheçam os seus limites e para que você determine até que ponto o outro pode pedir de você. Nesse sentido, o limite evita que você passe pelas mesmas situações que menosprezaram a sua opinião uma vez, por exemplo.

Os limites impedem que o seu psicológico, o emocional e o espiritual sejam afetados negativamente. Aprender a dizer “não” é um respeito para si mesmo.

Faça amizades, mas boas amizades

Sabemos da importância de ter amigos verdadeiros e leais. Isso faz com que sejamos humanos. Entretanto, cuidado. Para ter amor próprio, será preciso excluir pessoas tóxicas da sua vida, aquelas que sugam a sua energia e trazem muito pessimismo para o seu dia a dia.

Não faz bem ter pessoas próximas que não querem o seu bem, a sua evolução, o seu amadurecimento. Afinal, a inveja, a cobiça e o ciúme são os principais sentimentos que podem desmanchar uma amizade e impedir que você conquiste seus sonhos e objetivos. E, querendo ou não, você sabe quem são essas pessoas que não querem caminhar de mãos dadas com você, não sabe?

Tenha propósitos

De nada adianta se não cultivar um propósito de vida. Já ouviu falar do Carpe Diem? É uma expressão latina que quer dizer “viva cada dia intensamente”, viva como se não houvesse amanhã. Não estamos falando de viver impulsivamente sem pensar nas consequências, e sim encontrar um propósito para sentir-se motivada em sua rotina. Faça planos e cumpra-os.

O mais gostoso da vida é determinar objetivos a curto, médio e longo prazo, justamente para criar asas e voar cada vez mais alto!

O amor próprio vem da determinação de querer mais e se sentir satisfeita com quem você é. Portanto, não perca tempo: perdoe, ame, ria, viaje, trabalhe, seja muito feliz.

E não se esqueça: você pode ser muito feliz sozinha!

Aviso
O Site Manual de Saúde tem caráter meramente informativo. Diante de qualquer problema, não faça nenhum diagnóstico ou automedicação com base nas informações lidas aqui. Informe-se e procure um médico de sua confiança.