Como evitar problemas na família

Como evitar problemas na família, fugindo de desavenças, mantendo o diálogo, convivendo e até distanciando, se for preciso.

O velho ditado “família é tudo igual, só muda de endereço”, além de estar correto e muito percebido nos dias de hoje, é um exemplo clássico de como não devemos julgar os outros, e nesse caso a família, sem ao menos olharmos para o que acontece ao nosso redor ou dentro da nossa casa. Família todos nós temos e é valiosíssimo manter um clima harmônico a fim de evitar desavenças desnecessárias.

A família é um bem precioso que sempre devemos cuidar e proteger, independentemente do que esteja acontecendo. Entretanto, há certos momentos que temos que abdicar do nosso papel familiar para dar conselhos ou sugestões para que não haja problemas futuros. Não são todas as vezes que precisamos nos intrometer em assuntos alheios, e essa é uma dica importante para quem busca evitar problemas na família.

Desavenças familiares

Nenhuma família é perfeita. Além de ser um clichê e um fato verídico, sabemos que a verdade vem à tona inevitavelmente, podendo distanciar ou aproximar familiares. Também não precisamos amar e idolatrar um tio ou prima pelo simples fato de fazer parte da família, pelo contrário, diferenças sempre haverá e é saudável para qualquer tipo de relacionamento, principalmente familiar.

Então, antes de tentar criar ou estereotipar uma família normal, tradicional ou até mesmo perfeita, é imprescindível que aceite a sua família do jeito que é, evitando entrar em discussões que não levarão a nada, afinal, isso pode levar a um processo tóxico e dependente, como um vício. Não tem como consertar problemas que não lhe dizem respeito. Por isso a importante lição de cuidar da própria vida e esquecer a ideia de que o mundo, e sua família, giram ao redor do seu umbigo.

Como evitar problemas na família

Logo, seja leve.

Diálogo

Outro ponto que merece consideração é acerca do diálogo. Se o objetivo é evitar problemas na família, nada como o diálogo para impedir que desavenças sejam criadas à toa ou por causa de um disse-me-disse. O que incomoda e pode piorar a situação é não tirar a limpo a história ou uma informação por medo, insegurança, timidez, ciúmes.

O que acontece em muitas famílias é aquela parte que está mais presente com alguns parentes, outra que está mais distante, e é inevitável que várias fofocas ou informações sejam espalhadas ou ouvidas por aí. Portanto, antes que haja um mal-entendido, que acontecerá, quer queira, quer não, saiba criar um diálogo com as pessoas envolvidas para deixar claro o que aconteceu e impedir que algo destrua uma relação ou a deixe um pouco fragmentada.

Conviva

Novamente, nenhuma família é perfeita. Claro que deve haver respeito entre todos e é importante que exista o convívio familiar para que experiências sejam trocadas e compartilhadas, palavras sejam ditas e sentimentos sejam definidos. Não precisamos gostar de todos da família, mas precisamos conviver em harmonia e aprender com as diferenças, e isso faz muito bem para a nossa saúde, já que saberemos o que não queremos ser ou o que queremos aprimorar em nossa personalidade.

Distancie

Pode parecer contraditório, entretanto, às vezes o que necessitamos é uma distância dos nossos entes familiares. Quando há alguma discussão entre algum tio e tia, mãe e avó, filho e prima, é essencial que você se distancie do “olho do furacão” para o problema não te atingir. Antes que algo possa rebater de modo inadequado, isole-se e procure refúgio dentro de você. Assim, você evita conflito desnecessário e não se estressa.

O distanciamento é saudável para proteger a sua mente e mantê-la sã. Então, identifique o momento exato para distanciar-se e retornar quando necessário. Muitas vezes, o que a família precisa é de um apoio e não de um advogado, compreende?

Evitar problemas na família é um assunto delicado, mas que pode ser discutido e melhorado!

Aviso
O Site Manual de Saúde tem caráter meramente informativo. Diante de qualquer problema, não faça nenhum diagnóstico ou automedicação com base nas informações lidas aqui. Informe-se e procure um médico de sua confiança.