Como conciliar trabalho e estudo

Como conciliar trabalho e estudo, elegendo prioridades, de modo a ter uma rotina organizada, produtiva e tempo para o lazer.

Jovens estão conciliando cada vez mais trabalho com o estudo. É determinante a procura por manter um trabalho estável com os estudos a fim de proporcionar experiência, comprometimento e responsabilidade. Quanto mais cedo se busca por uma rotina turbulenta ou até mais corrida, mais rápida é a adaptação ao mundo adulto.

A procura por uma carreira enquanto se estuda é algo quase que obrigatório, principalmente quando se deve pagar os estudos e construir uma liberdade financeira durante o período. Na maioria dos casos, o emprego é em formato de estágio, para justamente alinhar a teoria com a prática. Há também os casos de recolocação profissional, em que o indivíduo volta a fazer cursos para aprimorar seu conhecimento e conhecer o mercado com olhos mais modernos e não tão tradicionais.

Mas, a questão difícil de responder é: como conciliar trabalho e estudo?

Primeiro passo: prioridades

Definir suas prioridades é o primeiro passo, já que não dar para ser perfeito nas duas tarefas. Então, qual é o objetivo: estudar ou trabalhar? Se o foco é o trabalho e o estudo é a opção de melhorar o currículo, é preciso dar tudo de si no emprego para que não haja desculpas relacionadas ao estudo. E vice-versa.

Segundo passo: organização

Será necessário, desde já, determinar quais as tarefas que devem ser cumpridas a curto, médio e longo prazo. Quais são os objetivos em seu emprego, suas metas? E quais as atividades, trabalhos, que devem ser entregues.

Como conciliar trabalho e estudo

Uma das dicas fundamentais é comprar uma agenda, uma lousa, um planner, que permita uma organização vinculada às datas importantes. Não se esqueça de conversar com seu superior sobre a flexibilidade de horários para ajudar a estudar e manter uma rotina de estudos promissora. Os professores também devem ser avisados sobre seu trabalho, de modo a evitar mal-entendidos de ambos os lados.

Terceiro passo: definição do curso

Dependendo do curso ou estudo escolhido, é preciso que pense sobre as possibilidades para facilitar o seu dia a dia e ajudar nessa conciliação entre trabalho e estudo. Logo, explore as oportunidades.

Os cursos EaD estão a todo vapor, proporcionando diversas formas de estudo que possuem muita flexibilidade. Esse tipo de curso tem uma carga menor e pode agilizar a sua adaptação. Já os cursos de pós-graduação ou MBA, é pedido um tempo de dedicação de estudos maior e os trabalhos, apresentações e TCC são bem exigentes. Já mestrado e doutorado não têm tanta flexibilidade porque as aulas são mais densas e a dedicação tende a ser o dobro, senão o triplo.

Por isso a necessidade de ter em mente qual o tipo de curso que irá favorecer mais a sua necessidade e prioridade. Dessa forma, será mais fácil conciliar.

Quarto passo: lazer

Por mais que a rotina fique ainda mais turbulenta e apertada, não se pode fugir dos momentos de lazer, que são importantíssimos para manter a mente sã e o corpo relaxado. Portanto, não é recomendado que foque sua vida em estudos e trabalho apenas, visto que pode afetar a relação entre você e seus amigos ou você e seus familiares.

Não é à toa que o segundo passo é a organização. É fundamental que reconheça a necessidade de ter momentos divertidos e prazerosos para descansar. Então, viaje, saia, e desfrute da vida como um todo.

Quinto passo: produtividade

Talvez um dos passos mais essenciais seja a manutenção da produtividade. De nada adianta conseguir conciliar o trabalho com estudos se não houver produtividade. Enquanto existir uma evolução nos estudos e na conclusão de objetivos, a rotina será mais leve e confortável.

Conciliar trabalho e estudo prevê muita organização diária para não sair prejudicado de ambas as tarefas, isto é, perder o emprego ou ter de interromper o curso. Então, seja prudente e tenha responsabilidade!

Aviso
O Site Manual de Saúde tem caráter meramente informativo. Diante de qualquer problema, não faça nenhum diagnóstico ou automedicação com base nas informações lidas aqui. Informe-se e procure um médico de sua confiança.